Passar para o conteúdo principal

Embalagem em Atmosfera Modificada - MAP

Para produtos saudáveis, com as suas propriedades nutricionais intactas: prontos a consumir, prontos a cozinhar, fáceis de conservar...

Solução para Embalagem em Atmosfera Modificada

O ar é constituído por 78% de azoto, 21% de oxigénio e o restante dióxido de carbono (0,04%) e outros gases em concentrações muito reduzidas. Uma alteração nestas proporções alteraria significativamente a actividade respiratória dos alimentos.
A embalagem de produtos alimentares em atmosfera modificada consiste em substituir a atmosfera que envolve este produto alimentar, por outra especialmente concebida para minimizar as reacções químicas, enzimáticas e microbianas. Isto preserva a qualidade original dos produtos alimentares e prolonga o seu prazo de validade.

O prazo de validade destes produtos é 2 a 5 vezes maior comparativamente à embalagem com ar.

Para embalagem de alimentos em atmosfera modificada, a Air Liquide propõe uma série de gases e misturas puros chamados ALIGAL que se adaptam a cada produto alimentar. Os três gases tradicionalmente utilizados em embalagens de atmosfera modificada são misturas de N2, CO2 e O2.

Descubra a nossa gama ALIGAL™ criada exclusivamente para M.A.P.

 

Preservar a qualidade e a frescura

Eliminação ou redução da deterioração: o acondicionamento em atmosfera modificada é um procedimento que consiste em

  • embalar um produto alimentar, modificando a atmosfera que o rodeia.
  • controlar as reações enzimáticas ou bioquímicas e as evoluções microbianas.
  • proteger fisicamente o produto.

Prolongamento da frescura para obter maior flexibilidade: o tempo limite de conservação aumenta para o dobro para os produtos com alta atividade da água (>0,91) e pode ser até 5 vezes superior em produtos em que a atividade da água é menor. Desta forma, aumenta-se a margem para gerir as existências na fábrica e ao longo de toda a cadeia de distribuição.

Visibilidade perfeita do produto, com uma apresentação impecável: o filme é um suporte perfeito para destacar o produto, da mesma forma que a manutenção das cores, formas e texturas dos produtos, criando uma embalagem atrativa para o consumidor. A higiene desses produtos é  conservada graças à embalagem protectora e hermética, que limita as contaminações microbianas.

Fornecimento e Assessoria Técnica

Os nossos especialistas aconselharão sobre o modo de fornecimento de gás mais adequado para o seu processo de produção: garrafas, quadros, tanque de líquido ou produção on-site. A gama ALIGAL adapta-se à forma de fornecimento mais adequada para si.

Associando-nos aos seus projectos, acompanhamo-lo dia após dia na sua procura de eficiência, resultados e inovação. Com a Air Liquide, beneficia da experiência e do know-how do líder mundial em gases industriais. Os nossos especialistas em alimentação irão ajudá-lo:

  • escolher a atmosfera certa de acordo com o produto.
  • conceber e realizar instalações de distribuição de gás.
  • aconselhar sobre o arranque da instalação.
  • escolha a logística certa para as suas necessidades.
  • formar o seu pessoal sobre o uso e os riscos associados ao uso de gases.

Produtos alimentares secos

A eficácia do processo de acondicionamento requer uma selecção adequada da atmosfera de embalagem

Para os produtos secos (frutos secos, batatas fritas, produtos em pó) é recomendável eliminar o oxigénio do ar e substituí-lo por um gás inerte, para evitar a oxidação da matéria gorda. Não é previsível um desenvolvimento microbiano, dado o seu grau de secura. No caso particular dos produtos secos destinados à exportação, a utilização de CO2 (puro ou em mistura) permite, graças à sua grande solubilidade em matéria gorda, limitar os efeitos de pressão a variações térmicas ou barométricas durante o transporte.

Queijo e os produtos de padaria e pastelaria

Os produtos de humidade intermédia são objecto de desenvolvimentos microbianos, principalmente bolor.

Para qualquer tipo de queijo, o principal risco de contaminação é a proliferação de bolores, excepto casos em que esse efeito seja desejado, como é o caso de alguns queijos curados. Como agente fungistático, o CO2 limita o desenvolvimento de bolores.

Pão, bolos, pastelaria ou massas para bolos costumam estar igualmente sujeitos a desenvolvimentos microbianos. A utilização de CO2 na embalagem é especialmente necessária, uma vez que é difícil reduzir, sem aditivos, o teor de oxigénio residual de alguns produtos “porosos” (pão ou bolos).

Charcutaria e comidas preparadas

Nestes produtos com elevado nível de humidade, convém utilizar uma mistura de dióxido de carbono com azoto, numa proporção que depende da sua taxa de humidade e da flora microbiana endógena.

A maior parte dos produtos de charcutaria (com exceção da charcutaria seca), bem como os produtos preparados, são muito sensíveis ao desenvolvimento microbiano. Apesar disso, o uso de CO2 puro ou em percentagem elevada, pode provocar uma retração significativa da embalagem ou dar um gosto ligeiramente ácido (produtos com elevado teor de matéria gorda ou molhos), por isso convém utilizar uma mistura de CO2 com N2, numa proporção que depende da sua taxa de humidade e da flora microbiana endógena.

Produtos de carne

Alguns produtos requerem um teor mínimo de oxigénio na atmosfera utilizada, com o fim de preservar a cor (carnes vermelhas).

A utilização de uma mistura gasosa com maior percentagem de O2 permite manter ou reforçar a cor vermelha ou rosada na maioria das carnes frescas: bovino, porco e aves.
A utilização simultânea de CO2 contribui para retardar o desenvolvimento dos microrganismos.

Frutas e verduras

O acondicionamento em atmosfera modificada de frutas e verduras requer a manutenção da sua respiração.

É necessário a utilização conjunta de películas de permeabilidade precisa e selectiva, com misturas gasosas específicas, em função da sua taxa respiratória.

A utilização do árgon prolonga a frescura e o sabor das saladas.

Peixe e marisco

A atmosfera modificada permite prevenir o desenvolvimento de microrganismos anaeróbios estritos no peixe e no marisco.

Para acondicionament do peixe e do marisco, são utilizadas misturas gasosas de N2/CO2 e, em alguns casos, misturas que contenham O2

DESCUBRA O NOSSO GUIA PRÁTICO PARA EMBALAGEM EM ATMOSFERA MODIFICADA (M.A.P.)

Faça download gratuitamente!