Passar para o conteúdo principal
Idioma

A minha conta

Idioma

Metal de adição em MIG/MAG

Neste artigo apresentamos informações sobre os fios de soldadura, as adições de aço e os processos nos quais são utilizados. Aceda a todas as informações!

Quer aprofundar este tema com os nossos especialistas? Contacte-nos →

metal_adicao_mig_mag

O que é um metal de adição em soldadura?

O metal de adição é um material que permite soldar peças entre si, no processo de soldadura por arco. Apresenta-se sob a forma de fio em bobina ou tambor, vareta, ou elétrodo revestido.

O metal de adição em MIG/MAG é fio. O que se encontra habitualmente é fio sólido ou maciço, mas em alguns casos também se pode ter fio fluxado: é constituído por uma banda metálica que retém um pó fortemente compactado e constituído por fluxo (fio fluxado básico ou rutilo) ou metal (fio fluxado metálico).

Como escolher o seu metal de adição em MIG/MAG?

Inúmeros parâmetros entram em linha de conta quando se trata de fazer uma escolha conveniente do metal de adição. Os principais são:

  • A variedade
    Habitualmente, a variedade do fio maciço escolhido corresponde à mesma gama das peças metálicas a soldar: fala-se de soldadura homogénea. Os fios fluxados (Flux Core) ou fios fluxados metálicos (Metal Core) podem apresentar algumas vantagens: um melhor ajuste da química da zona fundida ao dosear com precisão os elementos da liga, maior produtividade, etc.
  • O diâmetro do fio
    O diâmetro do fio mais corrente pode ser, sem qualquer problema, de 1,2 mm, mas a escolha pode fazer-se em função da taxa de deposição pretendida ou de outros parâmetros como a transferência de metal. Com efeito, um fio de diâmetro mais pequeno, 0,8 ou 1 mm, pode permitir que se obtenha uma densidade de energia mais elevada e evitar os modos de transferência transitória como o globular.

A melhor opção é consultar um especialista em metais de adição para escolher o tipo de vareta ou de fio, os diâmetros, bem como a gama mais conveniente a cada caso. Este técnico possui também uma compreensão total dos parâmetros (velocidade, propriedades mecânicas como a resistência à tração (MPa) etc.) dos processos e dos metais de adição.

Convém em todos os casos respeitar as normas em vigor relativas a cada setor específico ou as boas práticas publicadas por entidades reconhecidas como a AWS (American Welding Society).

Alguns exemplos de utilização de metal de adição
A classificação dos metais de adição está normalizada (por exemplo, EN ISO 14341 ou 14343 ou a classificação da AWS).
Podemos referir alguns exemplos de metais de adição habituais:
  • Aço não ligado: ER 70S-6 / 1.5125
  • Aço inox 316L / 1.4430
  • Aço Duplex: ER 2209 / 1.4462

No momento de executar uma soldadura, é importante não esquecer a utilização das proteções (podem saber mais em: Máscara de soldador | Tocha de soldadura).

Os especialistas da Air Liquide estão disponíveis para lhe dar conselhos sobre os gases de proteção (MIG/MAG), bem como sobre a técnica de soldadura mais bem adaptada a cada necessidade.

As nossas soluções para soldadura

Soldadura industrial →

Arcal →

Albee →

Flamal →

Exeltop →

Tem alguma necessidade ou pergunta sobre as nossas soluções?
Complete este formulário, a equipa da Air Liquide entrará em contacto consigo o mais rapidamente possível.
Endereço

Sociedade Portuguesa do Ar Líquido, Arlíquido Lda
Rua Dr António Loureiro Borges, 4-2º
Arquiparque-Miraflores
1495-131 Algés - Portugal